2 anos depois! #opensource

Após 2 anos do post que fiz (ver aqui) relativo a movimentação/utilização de tecnologias de base de dados, o movimento de mudança continua. Em 2 anos, uma subida de 5% para as tecnologias baseadas em open source, e uma descida de 5% das soluções com licenças comerciais.

dbtrends-2018

Fonte: DB-Engines.com

A Apache, talvez o maior silo de software livre, apresenta um forte crescimento no desenvolvimento, conforme estatísticas divulgadas:

apache-stats-2018

Fonte: Apache – Projects Statistics

O mercado nunca foi tão dinâmico como agora, e agilidade e facilidade de adaptação, exigem dos profissionais de TI uma maior “multidiscplinariedade” e das empresas uma maior flexibilidade em adaptar-se e com alguma velocidade, que podem ser fatores de sustentabilidade competitiva.

A mudança para Cloud, representa bem a necessidade que as empresas procuram, agilizar uma solução completa, e em baixo tempo. A Cloud agiliza o deploy de toda a infraestrutura, integrada, segura e com alta disponibilidade. Outras tecnologias, como containers (como o Docker, Kubernetes e outros) criam um padrão para disponibilização das soluções aplicacionais.

Mas no tema open-source, em uma divulgação da Forbes, o critério custo, aparece depois do Vendor Lock-in (que é um jargão  referente ao “Aprisionamento Tecnológico”, baseada em soluções de um único ou um conjunto de fornecedores) e que pode colocar em causa a agilidade na disponibilização de soluções.

forbes-vendor-lockin-2018

Fonte: Forbes

Links:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s